Aposentado cria projeto social de incentivo à leitura no interior de Pernambuco


José Normando da Silva, aposentado, mais conhecido como vovô Normando, é um apaixonado pelos livros e decidiu, há dois meses, colocar uma barraca de livros perto da Escola Municipal Maria Anunciada, na cidade de Carpina (PE) e mudar a realidade do bairro onde mora. Seu receio era que ninguém se interessasse pelos livros e sua ideia não desse certo. Não só deu certo, como atualmente não há espaço para todos os livros que a banquinha do Vovô Normando já recebeu. O projeto é sem fins lucrativos, Normando apenas pede doações de livros. Mas o seu sonho é expandir o projeto, alugar um local para poder organizar todos os livros e criar uma área de estudos com mesas e cadeiras.

Literatura nacional e estrangeira, livros técnicos, didáticos, ensaios, etc. estão disponíveis a todos. Funciona como se fosse uma pequena biblioteca e Normando incentiva também a troca de livros.


A banquinha foi feita por ele mesmo com materiais reciclados. Com a coragem e a paixão, começou com os livros que tinha em casa e foi para a rua. Em poucas semanas já havia recebido centenas de livros e muitos admiradores. Em uma cidade que há apenas uma biblioteca pública, que fica distante do bairro onde Normando mora, a iniciativa agradou aos moradores e conquistou o respeito de crianças, jovens e adultos. Mas com as doações que chegam quase todos os dias, o vovô Normando agora não tem mais espaço para expor todos os livros na banquinha. Revela que, somente em sua casa, há cinco estantes repletas de livros. Normando também conta com a ajuda de algumas pessoas que ficam na banquinha quando ele tem que resolver alguns problemas.


Com apenas dois meses do projeto social de incentivo à leitura, Normando quer alugar um espaço para poder se instalar e colocar todos os livros que recebeu para a população ter acesso. Com a banquinha, ele se vê limitado. Muitos livros estão à disposição, mas ainda tem mais. E ele quer que todos os livros estejam ao alcance da comunidade. Mas não tem condições de alugar o espaço, que também fica perto da escola municipal, e a sua maior preocupação é conseguir recursos financeiros para poder fixar o projeto em um local maior. O custo do aluguel é R$300,00 (trezentos reais). "Qualquer ajuda é bem-vinda", diz.

Se você tem interesse em doar algum livro, entre em contato pelo email: allenylsonf@hotmail.com

Se você quer ajudar o vovô Normando a ter condições de alugar um espaço para o seu projeto, deposite qualquer valor na conta abaixo:

Banco do Brasil – 001
Ag. 3243-3
C/C. 11373-5
José Normando da Silva

Livros não mudam o mundo, quem muda o mundo são as pessoas. Os livros só mudam as pessoas. (Mario Quintana)


Comentários