"O pintor de memórias", romance de estreia de Gwendolyn Womack‏ é lançado pela Record


Bryan Pierce é um artista de fama internacional. Em suas aclamadas telas, ele retrata momentos históricos e personagens de diferentes épocas. Mas Bryan guarda um segredo: suas criações são inspiradas em sonhos que frequentemente o atormentam. Sonhos que, vez ou outra, acabam dando a ele habilidades impressionantes, como falar línguas obscuras ou jogar xadrez como um profissional. Em O pintor de memórias, obra de Gwendolyn Womack que chega ao Brasil pela editora Record, os leitores acompanham a trajetória de Bryan enquanto ele tenta compreender o funcionamento de sua mente. Seriam aquelas imagens lembranças de vidas passadas? Ou ele estava lidando com experiências de outras pessoas?


A história de Bryan fica ainda mais intrigante quando ele conhece Linz Jacobs, uma jovem que já havia aparecido em seus sonhos. Pesquisadora brilhante e dedicada, Linz está tentando decifrar os genes que ajudam o cérebro a armazenar memórias. O encontro dos dois desencadeia a visão mais intensa do pintor: a de uma equipe de cientistas que, na iminência de descobrir a cura para o Alzheimer, morre em uma explosão no laboratório. Juntos, Bryan e Linz começam a perceber um padrão para aquelas imagens. Ao poucos, vão descobrir também que um inimigo tem feito de tudo para mantê-los separados por milhares de anos.
 SOBRE A AUTORA
Gwendolyn Womack passou a infância em Houston, Texas. Estudou teatro na Universidade do Alasca, em Fairbanks, e depois se mudou para a Califórnia. Fez mestrado em direção de teatro, vídeo e cinema no California Institute of Arts. Atualmente, vive em Los Angeles com o marido e o filho. O pintor de memórias é seu romance de estreia.


Comentários