Marilynne Robinson, aclamada autora, e uma das mais importantes da América

Marilynne Robinson é a autora de Gilead, um dos romances contemporâneos favoritos de Barack Obama, porém pouco conhecido aqui no Brasil. Ganhador do Pulitzer, Gilead conta a história do Reverendo John Ames que decide deixar para o filho que ainda vai fazer sete anos, um relato de sua vida por escrito. John, ao narrar os acontecimentos de sua vida, também rememora as vidas de seu pai e avô, igualmente religiosos. O segundo romance da autora foi publicado aqui no país pela editora Nova Fronteira em 2005. Atualmente, a autora é considerada como uma das mais importantes escritoras da América. As sequências de Gilead, Home e Lila, também foram muito aclamados pelo público e crítica, o que eleva seu prestígio como autora. 
Robinson nasceu e cresceu em Sandpoint, o estado do Idaho, e estudou no Pembroke College, da Brown University, recebendo o seu bacharelato em 1966. O seu doutoramento, na Universidade de Washington, foi em 1977.
Robinson escreveu três aclamados romances: Housekeeping, em 1980, Gilead, em 2004, e Home, em 2008. Gilead ganhou o prémio Pulitzer de Ficção, e Home ganhou o Orange Prize for Fiction do Reino Unido. Gilead acompanha Home, focando ambos a família Boughton.
É também autora de trabalhos não ficcionais, incluindo Mother Country: Britain, the Welfare State, and Nuclear Pollution, de 1989, e The Death of Adam: Essays on Modern Thought, de 1998. Escreveu numerosos artigos, ensaios e críticas para a Harper's Magazine, para a The Paris Review e para a The New York Times Book Review.
Na sua escrita, fortemente espiritual, é assumido, maioritariamente, um ponto de vista cristão sobre o mundo.
Tem sido escritora residente ou professora visitante de muitas universidades, incluindo a Universidade de Kent, a Amherst College e a Universidade de Massachusetts. Actualmente dá aulas no Iowa Writers' Workshop e vive em Iowa City.


"Gilead" é o segundo romance de Marilyne Robinson e vencedor do Prêmio Pulitzer de Literatura de 2005. O personagem central é o reverendo John Ames, já passado dos 70 anos de idade e sabendo que lhe sobra pouco tempo de vida, decide deixar para seu filho, que ainda está para fazer 7 anos, o relato de sua vida por escrito. Ao narrar os acontecimentos, o reverendo rememora também as vidas de seu pai e seu avô, igualmente religiosos. "Gilead" é uma declaração de amor incondicional à vida, mesmo assombrada por Deus, e um lamento por sua brevidade.

Comentários