Pular para o conteúdo principal

As pupilas do senhor Reitor, de Júlio Dinis

As Pupilas do Senhor Reitor [Record, 368 pgs, R$32,90] é um clássico da literatura portuguesa. Como o título sugere, as personagens principais são as pupilas do S. Reitor. Margarida e Clara são irmãs, mas uma é o oposto da outra. Enquanto a mais velha, Guida, é reservada e dada às tristezas e melancolia da vida, a outra é alegre, brincalhona e de uma ingenuidade própria das raparigas (leia-se moças) de virtudes do século XIX. A trama gira em torno do já citado S. Reitor, as suas pupilas, o José das Dornas e seus filhos, Pedro e Daniel. Este último, que deveria ter sido padre, não fosse por sua paixão pela pequena Guida – os dois eram crianças – é o caos que agita toda a história. Mandado para a cidade do Porto, Daniel volta já médico para a aldeia onde nascera e passara a infância e causa agitação na pacata aldeia. Suas ideias modernas chocam o médico octogenário, João Semana, e a princípio há certa disputa entre o velho e conservador; o novo e o progressista. Pedro, irmão mais velho …

(Resenha): A última Chance, Karen Kingsbury.

Resenha: A última Chance, Karen Kingsbury.


Titulo Nacional: A última chance – Skoob
Titulo Original: The Chance 
Autora: Karen Kingsbury
Tradução: Ana Death Duarte
Editora: Versus.
Ano: 2014
Número de páginas: 334

Karen é autora de mais de cinquenta livros dentre eles, este romance, Best-seller do New York Times.

Sobre a autora: Karen Kingsbury # 1 New York Times best-seller, escritora com mais de 25 milhões de livros impressos. Ela é contadora de histórias inspirado favorito da América com seus últimos livros de romances atingiram o primeiro lugar nas listas de best-sellers. Vários livros de Karen estão em produção como filmes originais teatrais e Hallmark.

Sinceramente não conhecia a escritora Karen até ganhar esse livro de presente. E também não é um tipo de história que costumo ler. 

Se você é aquele tipo de pessoa que gosta de romance com uma historia menos agitada (não que isso deixe a desejar na narração da autora), que fale sobre amor verdadeiro, fé em Deus, historia de superação. Esse será uma boa indicação de leitura. (o livro retrata a fé em Deus e em nenhum momento cita alguma religião)

O foco principal do livro, além do amor verdadeiro é a segunda chance.

O livro é em forma de narração e retrata a historia de Ellie Tucker e Nolan Cook, que mantém uma amizade verdadeira e são praticamente inseparáveis, no decorrer da historia podemos perceber sem muita dificuldade que ambas as partes nutrem um amor, um pelo outro, é aquele amor inocente onde um ajuda o outro e Ellie se sente sempre segura ao lado de Nolan. Ambos possuem famílias “tradicionais” e religiosas.

Entretanto um acontecimento inesperado na vida da família de Ellie os separa, mas antes que ela se mude pro outro lado do país Nolan tem a ideia de darem uma última chance para o amor dos dois. Ela e Nolan escrevem uma carta um para o outro e a enterram debaixo de um carvalho no parque da cidade. Onde onze anos depois, em um dia determinado eles tem que se reencontrar para a sua Última chance.

Já nos primeiros dias de viagem eles perdem o contato e a vida de ambos tomam rumos totalmente diferentes. Nolan torna-se um astro do basquete mundialmente conhecido sempre muito religioso e temente a Deus. Ellie por sua vez torna-se mãe solteira que luta pra criar sua filha da melhor maneira possível, Ellie não perdeu somente o contato com Nolan, mas também com sua mãe, nesse tempo sua fé também é enfraquecida.

“Tanto para a desiludida Ellie, quanto para o Intenso Nolan o encontro é mais que uma promessa de adolescência – é a ultima chance para descobrir se é tarde demais para se entregar ao amor.”

É uma história que vai te mostrar o poder do perdão, o amor puro e que sempre pode haver mais uma chance. Por vezes a historia vai te fazer refletir sobre sua vida, seus conceitos e se você é uma pessoa capaz de assumir seus erros.

Será que eles vão se reencontrar em sua Última Chance?


Comentários

  1. Olá, estou doidinha para ler esse livro, uma amiga recomendou, será o próximo da minha lista.
    Amei a resenha.

    conchegodasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá! Que capa bonita!! E que estória inspiradora :) Eu gosto de livros que sabem tocar no assunto da fé e não entram na bagunça da religião, assim quase todo mundo pode ler sem tanto preconceito né? ;) Achei a trama bastante interessante e vou procurar saber mais sobre o livro! Eu acho que sei mais ou menos do que você tá falando a respeito do ritmo da narrativa e isso pode ser talvez uma coisa que me deixe com o pé atrás, porque eu gosto de romances com bastante diálogo hehe Não conhecia nada sobre essa autora e gostei de saber do que existe por trás dessa capa bonita ;) Beijos! http://www.trocandodisco.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adorei sua resenha, mas esse livro não faz muito meu estilo. Já tenho um pouco de aversão a livros de aventura que focam muito no casal, imagina como ficaria lendo um romance em si KKKK De qualquer forma a capa é linda
    Abraços
    http://des-construindooverbo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. JÁ QUERO... adoro livro com essa temática de fé e romance. Onde compro? Sabe dizer? Vou pesquisar... Muito obrigado.

    Www.sonhosemtinta.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A última vez que vi tinha na Loja Americanas, Submarino e Saraiva, seria bom você pesquisar para verificar onde fica mais barato.

      Excluir
  5. A capa do livro é maravilhosa! Gosto de histórias que nos fazem refletir sobre a vida e nos mostram um pouco sobre FÉ. Fiquei em dúvida se quero ler devido ao seu comentário sobre o ritmo da narrativa.
    Beijos
    Porão da Liesel

    ResponderExcluir
  6. Olá, querida! Acho que o livro não segue meu perfil, não leria.
    Pelo que entendi, é o tipo de livro que discorre de fá cristã, já que fala de deus, mais um motivo para eu não ler.

    Que legal você ter gostado, sua resenha ficou bacana. Nunca vi falar da autora.
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Llian, realmente retrata a fé cristã, também não é muito meu estilo de leitura. Obrigado.

      Excluir
  7. Olá, achei a capa super bonita e a historia interessante, você escreve bem, mas não leria, não sou da turma dos romances e esse livro me lembrou "Simplesmente Acontece" e eu não gostei nada dele, além de tudo, parece ser um livro com um foco bem religioso, outra coisa que não gosto.

    Beijos,
    http://entaotudoaconteceu.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oie
    Nao conhecia o livro, mas já adorei a resenha e principalmente a capa do livro!
    Super beijo
    Gio - Clube das 6
    www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho um pouco de medo desses livros, porque eu tenho certeza de que vou chorar! uhauhaua
    Adorei a sua resenha, a história, a capa, tudo! Lerei commmmm certeza!
    Beijos!
    www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oiee Samuel gostei sim do livro e da resenha .. aquele tipo para se ler qdo está com o coração apertadinho, precisando de um abraço e tls ... se eu tivesse a oportunidade de ler com certeza leria ..bjss
    http://florroxapoemasepoesias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    A premissa do livro é bem interessante apesar de não ser o tipo de livro que eu compraria, mas se ganhar de presente também não há pq não ler...
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  12. Oiee. Eu nao tenho muito habito de ler romances de nenhum tipo, mas to afim de ler para mudar um pouco de genero e esse me pareceu muito bacana, por falar de Deus sem envolver a religião, como toda historia eu vou torcer para que eles se reencontrem e fiquem juntos, nossa adorei a dica super anotado para ler assim que colocar minha leitura atrasada em dia rsrs bjos

    ResponderExcluir
  13. Oi Samuel!
    Adorei a capa do livro, ficou linda! Porém não é uma história pela qual normalmente me interessaria. No entanto, às vezes podemos nos surpreender, não é mesmo?
    Beijos,
    Fernanda
    www.oprazerdaliteratura.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oie, tudo bem? Que capa mais linda! Ainda não conhecia nem o livro e nem a autora. A história parece ser bem legal. Vou dar uma olhadinha na livraria da minha cidade e ver se já tem aqui. Sua resenha está ótima. Beijos, Érika

    www.queroseralice.com.br

    ResponderExcluir
  15. Uau! Que capa linda!!!E fiquei ainda mais apaixonada pela história! Gosto de enredos assim e NECESSITO ler esse livro. Nem preciso dizer que adicionei a minha lista, né?! Amei a resenha!

    Beijinhos!
    www.citacaonumclick.com.br

    ResponderExcluir
  16. Não conhecia o livro nem a autora.
    Fiquei beeem curiosa!

    beijos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Leia o conto "O Gato Preto", de Edgar Allan Poe

Não espero nem peço que acreditem nesta narrativa ao mesmo tempo estranha e despretensiosa que estou a ponto de escrever. Seria realmente doido se esperasse, neste caso em que até mesmo meus sentidos rejeitaram a própria evidência. Todavia, não sou louco e certamente não sonhei o que vou narrar. Mas amanhã morrerei e quero hoje aliviar minha alma. Meu propósito imediato é o de colocar diante do mundo, simplesmente, sucintamente e sem comentários, uma série de eventos nada mais do que domésticos. Através de suas consequências, esses acontecimentos me terrificaram, torturaram e destruíram. Entretanto, não tentarei explicá- los nem justificá-los. Para mim significaram apenas Horror, para muitos parecerão menos terríveis do que góticos ou grotescos. Mais tarde, talvez, algum intelecto surgirá para reduzir minhas fantasmagorias a lugares-comuns – alguma inteligência mais calma, mais lógica, muito menos excitável que a minha; e esta perceberá, nas circunstâncias que descrevo com espanto, na…

O livro sobre nada | Poema de Manoel de Barros

O livro sobre nada

É mais fácil fazer da tolice um regalo do que da sensatez.
Tudo que não invento é falso.
Há muitas maneiras sérias de não dizer nada, mas só a poesia é verdadeira.
Tem mais presença em mim o que me falta.
Melhor jeito que achei pra me conhecer foi fazendo o contrário.
Sou muito preparado de conflitos.
Não pode haver ausência de boca nas palavras: nenhuma fique desamparada do ser que a revelou.
O meu amanhecer vai ser de noite.
Melhor que nomear é aludir. Verso não precisa dar noção.
O que sustenta a encantação de um verso (além do ritmo) é o ilogismo.
Meu avesso é mais visível do que um poste.
Sábio é o que adivinha.
Para ter mais certezas tenho que me saber de imperfeições.
A inércia é meu ato principal.
Não saio de dentro de mim nem pra pescar.
Sabedoria pode ser que seja estar uma árvore.
Estilo é um modelo anormal de expressão: é estigma.
Peixe não tem honras nem horizontes.
Sempre que desejo contar alguma coisa, não faço nada; mas quando não desejo contar nada, faço poesia.
Eu que…

Ostra feliz não faz pérola, de Rubem Alves

Bem, vou começar falando o quanto eu aprendi lendo esse livro. Quando falo livro, acho que estou me referindo a mais um livro qualquer, o que não é o caso de Ostra feliz não faz pérola. Rubem Alves é simplesmente incrível, e seus textos que fazem parte do livro são maravilhosos. Claro que tem alguns ao qual eu não concorde muito, mas sobre isso não tenho nada a acrescentar, porque continua sendo maravilhoso de todo o jeito. Acho que vocês estão aí pensando que estou me referindo muito bem ao livro, e que isso cheire a alguma forma de merchan. Mas não caros leitores, quem teve o prazer de ler Rubem Alves sabe do que estou escrevendo.  Os textos falam sobre sofrimento que produz a beleza, da morte que conduz à vida, do envelhecimento que traz a juventude não vivida, do sagrado que está em todos os lugares. São doses de sabedorias que quero tomar sempre. O Rubem fala muito em suas crônicas de Nietzsche, Bach, Cecília e tantos outros ao qual ele admirava. Ostra feliz não faz pérola é uma gr…