A Cabana | Resenha do livro

Autor: William P. Young
Editora: Arqueiro
ISBN: 978-85-8041-025-9

A Cabana é um desses livros que é amado por muitos, e odiado pelo resto. É difícil falar sobre esse livro porque existem várias controvérsias. Como por exemplo, William retratou Deus como uma mulher negra. É verdade que ele só quis quebrar aquela visão de um Deus barbudo, velho e irado. E na minha humilde opinião, ele acertou em cheio ao escrever desse jeito. Talvez se a história tivesse um homem velho e barbudo como Deus não teria tanto impacto assim. O mesmo acontece com o filho Jesus, e o Espírito Santo. Um Jesus carpinteiro, do oriente médio. E o espírito santo, uma mulher oriental. Mas vamos voltar para o que o livro conta. 

Mack teve sua filha pequena assassinada por um maníaco. Desde então, ele se culpa pela morte da filha até que recebe um bilhete o convidando para ir à cabana onde o corpo da pequena Missy foi encontrado. O bilhete tinha a assinatura de papai. No princípio isso fica muito confuso para ele, mas depois decide aceitar o convite. Ao chegar na cabana, ele não encontra nada nem ninguém. Grita toda a sua dor e pergunta o porquê de Deus não ter feito nada para salvar a filhinha. Depois de algum tempo Mack se vê em uma cabana muito bonita, em plena primavera e sente um cheiro bom de comida. O final de semana com a trindade tinha acabado de começar. E a partir daí, William conduz a personagem por momentos de cura, de alegria plena, de sabedoria e de decisões. 

Os diálogos entre Mack e cada pessoa da trindade é muito natural, e emocionante. Como sou cristão, chorei em alguns momentos. Com certeza, se tratando de ficção e espiritualidade, A Cabana é sem dúvida alguma o melhor. Já o li várias vezes, e decidi fazer esse post para vocês para lerem, e se já leram deixar o que você achou do livro aqui nos comentários.

Comentários

  1. Meu, li esse livro apenas uma vez e me apaixonei! Não sei porque as pessoas têm ódio dele... Eu achei sensacional a ideia de Deus ser uma mulher negra, enfim. rs
    Beijo!
    Choque Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luiza! Eu também não entendo esse ódio todo, sendo que o livro é maravilhoso. Deus como uma mulher negra foi sensacional mesmo, talvez seja por isso que algumas pessoas não gostem do livro. Beijos!

      Excluir
  2. Oi, como vai?
    Eu simplesmente sou louco pra ler esse livro, mas sempre vou deixando e nunca compro.
    Quero muito ler.
    Que bom saber que ele é emocionante, estou querendo uma leitura assim.
    Espero ler muito em breve!

    www.enquantoestavalendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí cara, vou bem e você? Não vai se arrepender, super recomendo A Cabana. Abraços!

      Excluir
  3. Adorei sua resenha, confesso que nunca li uma resenha boa sobre tal livro. Ganhei esse livro de presente de aniversário em 2013 e até hoje não li por ouvir falar dele de forma negativa, mas com certeza tá na fila de 2015!



    www.bookecoffee.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou da resenha! Boa leitura, e garanto que você irá adorar. Beijos

      Excluir

Postar um comentário